Missão Impossível: efeito Fallout

Anúncios

Filmes de ação e aventura não são fáceis de fazer; isso explica o motivo desses gêneros conterem seus momentos altos e baixos, porque para realizar um bom (‘bom’ muitos conseguem, mas obras excelentes…) filme dessas categorias, são necessárias boas equipes; uma para construir história e narrativa interessante, grandes coreografias, filmagens e etc. Felizmente, tudo que foi descrito anteriormente, se enquadra no filme ‘Missão Impossível: efeito Fallout’.

Antes de prosseguir para demonstrar o motivo do longa ser muito bom… – ‘Missão Impossível: efeito Fallout’, sexto filme da franquia, é dirigido e roteirizado por Christopher Mcquarrie (Missão Impossível: nação secreta), estrelados por Tom Cruise, Henry Cavill (Batman vs Superman) e Rebecca Ferguson (MIB: homens de preto – internacional); com personagens coadjuvantes: Simon Pegg e Ving Rhames. – Resumidamente, a sinopse: Ethan Hunt tem mais uma missão, mas desta vez, terá que tomar decisões que colocarão em jogo à sua vida e dos seus amigos, amiga e humanidade; uma decisão errada, coisas ruins prosseguem.

Adquirindo a sinopse, parece que é mais um filme de ‘Missão Impossível’ (no sentido literal), um longa-metragem em que você acha que verá com tranquilidade, sem se preocupar com os personagens… Se você pensava assim (ou pensa assim), saiba que está enganado(a). A obra cinematográfica utiliza ferramentas psicológicas sabidamente, trilhas sonoras tensas no momento certo, “jogo de câmera” com precisão, “tempo de respiro” nos minutos corretos… Tudo que imaginar, foi bem feito.

Obviamente, não vou parar por aqui (não vou deixar passar, um recurso que estou sempre de olho). A narrativa desse filme é muito bem desenvolvida; do começo ao fim, o longa permanece “de pé”. Os escritores (Christopher Mcquarrie e Bruce Geller) souberam adicionar momentos cômicos, tristes e eletrizantes no momento certo, até “brincaram” (no sentido de, sabiam o que estavam fazendo) com elementos de escolha e consequência, tornando à estrutura narrativa ainda mais atrativa.

Claramente, para colocar em ação os seus planos, os realizadores necessitavam de atores bons, pois se não fosse Tom Cruise (e outros), o filme teria muito cortes em cenas emblemáticas e muitas circunstâncias seriam “secas”. Ademais, graças aos profissionais bem qualificados (Tom Cruise, Henry Cavill, Rebecca Ferguson, Simon Pegg e Ving Rhames), ‘Missão Impossível: efeito Fallout’ tem seus momentos que permanecerá na nossa lembrança.

Logo, ‘Missão Impossível: efeito Fallout’ é um dos grandes filmes de ação e aventura; ou seja, se você (querido(a) leitor(a)) ama esses gêneros, assista sem medo de perder tempo da sua vida.

Anúncios

Autor: Evandro Canuto de Sa

Olá, como estão leitores críticos ? Revelando (Pouco) o meu ser, eu nasci em 1999, na cidade de Bauru-SP. - O que levou eu criar esse site, foi pelo gostar de escrever textos que estimulam, o senso crítico e criatividade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s