Coringa (2019)

Um dos filmes mais surpreendentes de 2019, Coringa é um longa-metragem essencial, para demonstrar a importância da sociabilidade. Para sintonizar o filme com espectadores, é necessário que haja ótimo serviço; o que é o caso desse filme.

Antes de entrar em detalhes … O filme é dirigido por Todd Phillips (“Se beber, não case”), e, estrelado por Joaquin Phoenix (“Gladiador”, “Os irmãos Sisters”). – Resumidamente, a sinopse. – Nos anos 80, Gotham City está em caos, devido ao estado não dar atenção aos cidadãos. Contudo, por outro lado, Arthur Fleck (Joaquin Phoenix) quer trazer de volta a esperança para Gotham, porém, não consegue. Consequentemente, Arthur inicia ações que vão contra ética, apresentando aos poucos, a personalidade “Coringa”.

Como foi registrado no primeiro e segundo parágrafo, ficou evidente que o filme demonstra por completo, do início ao fim, a vida do Arthur Fleck; algo comparável ao longa “A rota selvagem”. Felizmente, a ideia foi bem executada (Demonstrar uma das possibilidades, de como as características do Coringa, pode surgir), pois, filme que se passa, apenas na perspectiva de um indivíduo, tem altas chances de ser cansativo; todavia, graças ao modo construtivo da narrativa, diretor e roteiristas conseguem realizar ótimo trabalho.

Porém, para funcionar o plano dos realizadores, era necessário um ator dedicado. – Por causa do Joaquin Phoenix, o filme ganhou novas camadas, porque o desempenho do intérprete do Arthur, foi impressionante. Antes de o filme estrear, o ator ganhou prêmio de melhor ator em Veneza; isso indicava que o serviço foi muito bem executado.

Outro ponto que foi muito bem reproduzido, é a trilha sonora. Por causa das trilhas, os assistentes conseguem decifrar, as camadas melancólicas do Arthur, e isso torna o personagem fictício rico, em detalhes. Não diferentemente, a fotografia é sensacional, porque os frames indicam o nível de esperança, que o Arthur tem sobre o mundo.

Pelas informações apresentadas, Coringa é uma obra cinematográfica cheia de detalhes, exercidos pensadamente. Por causa disso, o longa é interessante para pensar e refletir.

Autor: Evandro Canuto de Sa

Olá, como estão leitores críticos ? Revelando (Pouco) o meu ser, eu nasci em 1999, na cidade de Bauru-SP. - O que levou eu criar esse site, foi pelo gostar de escrever textos que estimulam, o senso crítico e criatividade.

Nenhum pensamento

  1. Antes de mais nada quero parabenizar o Evandro por trazer mais cultura e despertar o pensamento crítico na sociedade.
    Achei muito reflexivos e bem formados os comentários acima, mas em minha visão como uma simples espectadora e não fã, vi um tema muito importante tratado pelo filme, que nada mais é, do que a maneira que a sociedade influência na formação do caráter e no desenvolvimento psicológico de um ser humano.
    Tendo em vista que o filme abordou temas como a psiquiatria e transtornos psicológicos, achei importante expor que além de todo o trabalho citado acima pelo escritor, temos também um chamado para a maneira como “indiretamente” influênciamos personalidades fragilizadas pelo passado agir de forma violenta e até psicótica como no caso do filme.
    😜

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s