Vingadores – Guerra infinita

Lançamento da crítica : 31/08/2019.

Gênero : Ficção Científica / Ação / Fantasia.
Duração : 2 hora e 40 minutos.
Data do lançamento : 26/04/2018.

Sequência dos filmes presentes na fase 3 da marvel, os vingadores: Guerra infinita chega aos cinemas com duração de 2 horas e 40 minutos e, dirigido por Joe e Anthony Russo, o mesmo diretores de Capitão América: Soldado invernal e Guerra Civil.

O filme se passa após a separação dos Vingadores e, no término (Cenas pós-crédito) do filme Thor: Ragnarok; – Que, um ser titã está em busca das joias do infinito para sacrificar metade da vida do universo, e, partir desse ponto, surge um novo desafio para os vingadores; proteger o universo.

Para o começo da conversa, o filme tem praticamente 3 horas de duração, o filme poderia ser cansativo; mas, com a narrativa bem construida e, os acontecimentos ocorrerem no momento certo, o filme não fica cansativo, muito pelo contrário, cada evento que passa, o filme fica mais interessante; isso é muito bom. A enredo do filme foi muito bem elaborada, pois, um filme com muitos heróis em tela, poderia ficar bagunçado, mas nesse filme acontece o contrário, cada herói tem o tempo de tela certeiro.

Outra coisa que também merece elogios, é o CGI (Efeito especiais) do filme. O CGI é tão bonito, que, se os produtores não tivessem dado tanto atenção nesse quesito, o filme não seria tão marcante. O Thanos (interpretado por Josh Brolin) é muito bem feito, há detalhes que é crível, como por exemplo, expressão facial.

A atuação dos atores e atrizes no filme é muito bom, Robert Downey Jr. (Homem de ferro) brilha como sempre, Benedict Cumberbatch (Doutor Estranho) é muito bom, Mark Ruffalo (Hulk), eu acredito que ele foi mais Mark Ruffalo do que Bruce Banner, Chris Evans, brilha também, Scarlett johansson, também é muito bom; praticamente, todos se sairam muito bem; principalmente, Tom Holland, que brilhou na cena final.

Outro ponto que merece atenção, é a trilha sonora; a trilha é muito decorativa, porque, quando toca, ela quer passar uma mensagem de que a esperança está na sua frente, e isso é fenomenal. Mas, infelizmente, nem tudo é perfeito, porque, ainda, a Marvel coloca piadas em momentos errados, e, dependendo do espectador, pode tirar completamente do filme; mas, é preciso deixar bem claro, isso ocorre apenas no começo do filme, porque, conforme o tempo do filme vai passando, mais tenso ele vai ficando e, menos engraçado.

Então, para concluir, o filme Os vingadores: Guerra infinita é épico; se você for fã, acompanhou o universo desde começo, assista, porque, nesse filme, a empresa Marvel mostrou que dá atenção para os fãs, e isso é fantástico.

Autor: Evandro Canuto de Sa

Olá, como estão leitores críticos ? Revelando (Pouco) o meu ser, eu nasci em 1999, na cidade de Bauru-SP. - O que levou eu criar esse site, foi pelo gostar de escrever textos que estimulam, o senso crítico e criatividade.

Nenhum pensamento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s